As vantagens do Peer to Peer Lending para as empresas

As vantagens do Peer to Peer Lending para as empresas

Com o surgimento das Fintechs, as startups financeiras, um novo leque de possibilidades se abriu para os empresários e empreendedores que, antes, precisavam dos bancos para conseguir financiamento para suas ideias e empresas. E o melhor, de forma mais barata e menos burocrática.  

A nova modalidade que essas empresas têm adotado para tomar crédito, é utilizar o Peer to Peer Lending, uma forma de investimento que permite que pessoas físicas possam emprestar dinheiro para empresas, com riscos claros, mas com rentabilidade maior que as aplicações de renda fixa mais convencionais.

O Peer to Peer Lending

O P2P, como também é chamado o Peer to Peer, é oferecido pelas Fintechs em suas plataformas, que conectam quem quer emprestar dinheiro e quem precisa dele. O valor total do empréstimo não vem só de um investidor, sendo assim, trata-se de uma forma de financiamento coletivo.  

Uma das vantagens do P2P, para o investidor, é que, além de emprestar dinheiro a empresas pré-selecionadas, as plataformas permitem que se possa repartir o investimento em várias empresas. Assim, o dinheiro é dividido em várias empresas de setores diferentes, o que diminui o risco de prejuízo se houver uma crise para determinado setor.

O P2P na Peak Invest

Hoje, já existem algumas plataformas P2P no Brasil. A Peak Invest é uma delas. As empresas que querem pedir o empréstimo se inscrevem na plataforma e preenchem alguns dados iniciais, como valor solicitado, parcelas, número de CNPJ e faturamento dos últimos 12 meses. São averiguados pelos algoritmos e robô de crédito uma série de dados sobre a empresa para validar a solicitação Somente depois dessa primeira fase, é feita a análise de crédito criteriosa por um comitê de crédito. Caso tudo esteja de acordo, as empresas estão aptas a entrar em um rodada de investimentos para captação. Essa operação é formalizada em um banco. Depois de todo esse processo, quando já tiverem com o dinheiro do empréstimo, os empresários realizam o pagamento e o investidor recebe seu investimento com a rentabilidade inclusa.

As possibilidades que uma empresa tem ao fazer o P2P

Existem inúmeras possibilidades para uma empresa que faz o P2P. É muito vantajoso. Dependendo da Fintech, a taxa de juros pode chegar a zero em empréstimos de até 3 mil reais. Mas, mesmo que os juros não seja zero, eles são bem abaixo das taxas praticadas pelo mercado e instituições financeiras. Sem contar que não há a mesma burocracia que um banco tradicional exige para emprestar dinheiro. Apesar de ser um dos produtos mais trabalhados dentro dos bancos.

Outra possibilidade é que livra os empresários, principalmente os micros e pequenos empreendedores, de tomar empréstimos com agiotas. Todos sabem que quem já teve nome sujo e score baixo não tem a mesma facilidade de receber investimentos de forma tradicional. Mas, com o P2P isso muda radicalmente, já que são avaliados outros requisitos para se emprestar o dinheiro pela plataforma. Não deixa de ser uma análise detalhada. Mais do que validar a empresa para uma rodada de investimentos, é importante entender as motivações, quais são os objetivos dela, qual setor ela está atuando e sua perspectivas. Isso tudo só aproxima mais as relações entre empresa e plataforma P2P. É uma parceria real pelo bem do ecossistema econômico.

Conclusão

Assim, portanto, as possibilidades do P2P para as micro, pequenas e médias empresas são enormes. É muito mais vantajoso do que o empréstimo bancário, pois os juros são baixos e não há a burocracia tradicional que, muitas vezes, impede essas empresas de adquirir o dinheiro.

Compartilhe esse post

Arquivos

Posts relacionados

Comentários