Como montar uma carteira de investimento mais segura dentro da modalidade P2P Lending?

O investimento em P2P Lending é inovador, mas está cada vez mais conhecido do mercado financeiro brasileiro. Possui algumas diferenças com relação à outras opções que o mercado oferta. Da mesma forma que muitos investimentos, é necessário estudar e compreender bem a modalidade. Investimentos em ações, opções, fundos ou mesmo papéis futuros, também são exemplos de oportunidades que se deve aprender sempre. O acesso à informação de hoje em dia é um grande facilitador desse mercado.

É importante a compreensão de que investimentos P2P Lending, como o oferecido pela Peak Invest, não são livres de risco, mas tem a possibilidade de entregar ótimos retornos. É uma modalidade para investidores diferenciados, na maioria, são perfis diferentes de um investidor mais conservador. Tesouro Direto, CDBs, ações ou fundos imobiliários são exemplos de tipos de investimentos que participam de uma carteira considerada variada e oferecem retornos maiores ou menores.

No caso de ações o risco de perda do valor investido flutua na possível desvalorização da ação. Depende por quanto e quando você comprou determinada ação e quanto ela vale hoje. A premissa de uma boa carteira de investimentos é a diversificação de risco (quanto maior o risco, maior a chance de retorno). Porém, é indicado adotar diferentes níveis de risco dentro de uma mesma modalidade e também dentro de outros investimentos, ou seja, o objetivo é variar sempre para diluir riscos. Lembrando que essa é uma decisão particular de cada investidor, precisa entender seu próprio perfil e aptidão a risco. A seguir, veremos um pouco mais a respeito dos riscos e garantias dos investimentos P2P.

Peak Invest - Carteira de investimentos P2P

Riscos e garantias

O investidor deve ficar atento a maneira como seu investimento em P2P será formalizado, existem algumas formas entre elas a mais utilizada pelas Fintechs de Crédito o Endosso de CCB, onde é gerada uma CCB para empresa tomadora e uma Carta de Endosso para cada investidor, ou seja, o investidor terá uma CCB e uma Carta de Endosso no mesmo documento, sendo esse o seu comprovante de investimento. Desta forma, o documento está custodiado pela Peak Invest, que atua como agente de cobrança em nome dos investidores das operações.

Nessa modalidade a Peak faz toda a análise de crédito, apresenta aos investidores através da plataforma e após a captação, formaliza as operações através de uma Instituição Financeira parceira para emitir e registrar no sistema financeiro nacional.

O documento que oficializa o empréstimo para a empresa tomadora é o CCB (Cédula de Crédito Bancário), esse CCB possui uma Carta de Endosso em nome do investidor contendo todas as informações. O título de investimento é emitido para cada investidor de acordo a cota investida. O Endosso de CCB é muito similar ao CDB tradicional, porém com um detalhe muito importante: não é um investimento protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), ou seja, se a empresa tomadora de crédito não pagar, existe o risco perder o valor investido. Em resumo, a inadimplência por parte do tomador é o maior fator de volatilidade de uma carteira de investimentos em P2P Lending.

Através de uma análise de crédito criteriosa, realizada pela Peak Invest, as empresas são aprovadas com níveis de risco distintos (Rating), os quais são informados ao investidor, que pode, por conta própria, tomar a decisão de investir ou não em determinada operação, de acordo com a sua tese de investimento.

O aporte mínimo na Peak é de R$ 1.500, porém existem duas opções onde o investidor consegue investir a partir de R$ 500 por empresa, veja abaixo:

Com o Multipeak Start, você habilita 20 fichas, ou seja, 20 opções de investir R$ 500 por empresa. Ao final do uso das fichas contratadas, além de ter uma carteira com 20 operações, o investidor ainda recebe um cashback no valor de R$ 125. Essa é uma função recarregável, porém, o cashback é contemplado somente na primeira contratação.


Já com a Carteira Automática, o investidor irá investir e reinvestir seus saldos de acordo com o perfil de investidor selecionado. Você também escolhe a distribuição por rating e valor de aporte por operação a partir de R$ 500. Somente com a Carteira Automática ou com Multipeak é possível investir a partir de R$ 500, mas ambos produtos tem o foco em incentivar a pulverização/diversificação de portfólio. 

Vale ressaltar que os investimentos não são cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), o que não significa que seu investimento esteja em perigo. Como explicitado anteriormente, cada empresa possui uma avaliação de risco distinta, o que significa que há maiores ou menores retornos para o investimento, portanto a sua decisão depende de sua análise das informações financeiras de cada empresa e da sua relação com o risco.

Diversificando a carteira P2P Lending

Muitos investidores querem retorno rápido em seu capital e acabam escolhendo como alvos empresas que oferecem juros mais alto ou investindo em apenas uma empresa, o que pode dar retorno grande, porém pode acarretar uma perda de capital de mesma proporção caso a empresa entre em um processo de falência. A estratégia é investir em mais de uma empresa, com avaliações de riscos de diferentes níveis, assim mitigando riscos de calote ou atrasos. Para isso é importante escolher uma plataforma como a Peak Invest, que seja criteriosa ao aceitar empresas que estejam buscando empréstimos, através de filtros tradicionais e inovadores.

Peak invest - Carteira de investimentos P2P segura

Diferentemente de investimentos tradicionais, onde você só recebe lucro ao final do período, com o P2P Lending você recebe uma parcela todos os meses, acrescida do juro mensal, deixando seu dinheiro a disposição de forma mais rápida e transparente. Experimente o futuro do investimento no Brasil e venha realizar seu cadastro na Peak Invest.

Como montar uma carteira de investimento mais segura dentro da modalidade P2P Lending? 1

Compartilhe esse post

Arquivos

Posts relacionados

O que é Open Banking?

O Open Banking tem sido visto como uma das maiores revoluções do sistema financeiro. Com um grande potencial de gerar importantes inovações no mercado, o sistema financeiro aberto dará maior autonomia aos usuários, posicionando o consumidor no centro dos processos.

Leia mais »

Comentários