O que é Peer to Peer Lending?

Peer to Peer Lending é uma modalidade inovadora de economia
compartilhada, onde um ou mais investidores se unem para emprestar dinheiro para empresas ou pessoas. As primeiras operações de P2P Lending ocorreram na Inglaterra em 2005, através da plataforma “Zopa” (www.zopa.com).
Hoje já é um mercado que movimenta bilhões de dólares nos Estados Unidos e vem ganhando cada vez mais mercado no Brasil.

A Peak Invest é uma Instituição Financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil. Nós operamos através das resoluções Peak SEP – CMN n°4.656/2018 e Correspondente Bancário – CMN n°3.954/2011.

Saiba mais no artigo –Banco Central do Brasil concedeu autorização para a Peak Invest atuar como Instituição Financeira SEP 

Como funciona o Peer to Peer Lending na Peak Invest?

A Peak é uma plataforma de serviços financeiros, que tem como missão conectar empresas e pessoas a investidores, sem intermediários para emitir a operação. A Peak SEP é responsável por todo esse processo. Na prática, significa mais rapidez, e principalmente, autonomia para lançar novos produtos de crédito e investimentos, incluindo operações estruturadas com garantia real.

Essa classe de ativo vem compondo a carteira de investidores que buscam altas rentabilidades com risco controlado, utilizando-se da principal estratégia do mercado financeiro para mitigar o risco, a diversificação do portfólio.

O objetivo da Peak SEP é contribuir para a diminuição das taxas de juros para os tomadores e aumento do retorno aos investidores, além de ampliação na oferta de serviços financeiros para atender ainda melhor nossos clientes sem intermediários, com mais independência. 

Já os tomadores de crédito, são empresas que necessitam de capital de giro para crescer, e encontram nas fintechs uma forma de absorver um empréstimo mais adequado a realidade e momento da empresa. São operações com taxas
de juros mais justas de acordo com o risco de crédito* da empresa.

Após uma análise criteriosa, a Peak Invest publica a empresa tomadora de empréstimo na plataforma e inicia a rodada de captação de investimentos.

O Investidor tem a liberdade total de decidir se vai investir na empresa, para facilitar a tomada de decisão, a Peak Invest oferece informações detalhadas da operação, tais como:

  • Investimento
    • Retorno bruto (% A.A. e % A.M.)
    • Retorno líquido do investimento
    • Retorno comparado ao CDI
    • Quantidade de parcelas
    • Imposto de renda total

  • Empresa
    • Resumo sobre a empresa
    • Faturamento
    • Endividamento
    • Lucro Bruto
    • Data da fundação
    • Score da empresa e sócios
    • Motivo do empréstimo
    • Nome dos avalistas, etc

Ao analisar as informações o investidor tem a opção de investir ou não na empresa ofertada.

Ao termino da rodada de captação é gerado uma CCB (Cédula de Crédito Bancário) para a empresa com todos os detalhes do empréstimo e um Instrumento de Vinculação nominal para cada um dos investidores com todos os detalhes do investimento.

Nessa modalidade, cada operação de empréstimo realizada pelo tomador é formalizada mediante emissão da Instituição Financeira (Peak SEP). Cada CCB é um acordo separado, sempre tendo como base a legislação aplicável e as disposições da CCB, deverão prevalecer. Ao realizar e completar o cadastro, o investidor nomeia a Peak Invest como seu procurador para gestão e cobrança do tomador do crédito até o ajuizamento caso seja necessário.


Quais as vantagens para os investidores?

  • Excelentes taxas de retorno de investimento, a partir de 19% ao ano
  • Relatórios claros informam a performance da carteira de investimentos
  • Liberdade de escolha, com visibilidade total dos indicadores da empresa tomadora de empréstimo
  • Processo totalmente online, sem burocracia


Quais as vantagens para os Tomadores?

  • Analise de crédito rápida transparente, sem tarifas escondidas
  • Taxas de juros mais justas, sem impacto do spread bancário
  • Processo totalmente online, todos os documentos são coletados de forma online, diminuindo a burocracia
  • Processo rápido de análise de crédito


Quais são os riscos envolvidos e como mitigá-los?

O maior risco do Peer to Peer Lending é a inadimplência por parte do tomador do empréstimo. Existe o risco de não receber o valor investido, por isso é muito importante construir uma carteira de investimentos mais segura pulverizando seus recursos em diferentes empresas e ratings de risco.

Note que o P2P não é um investimento protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Nós temos uma artigo que fala um pouco mais sobre as garantias do investimento em P2P Lending.

Esse risco pode ser mitigado em duas frentes (Plataforma e Investidor):

  1. Plataforma > Análise de crédito rigorosa.
  2. Investidor > Alocação do seu capital disponível de maneira diluída e pulverizada, diversificando  e criando um portfólio mais seguro dentro da modalidade.
  3. Investidor > Análise criteriosa das informações disponíveis sobre a empresa tomadora.

*Na Peak Invest, somente 4 a cada 100 empresas que pedem empréstimo são aprovadas, leia mais em Como a Peak escolhe as empresas tomadoras?

Compartilhe esse post

Arquivos

Posts relacionados

Comentários